GEAN LOUREIRO É A FACE LOCAL DO GOLPE NACIONAL

Notícias 23/05/2017

O governo golpista e ilegítimo de Michel Temer se encaminha para ocupar seu devido lugar, um rodapé obscuro na história de nosso país. Mas é preciso atenção para o amplo cenário, que se mostra complexo e ameaçador. A possibilidade do golpe dentro do golpe é real, e uma eleição indireta realizada por um Congresso espúrio, que manterá o programa da direita de arrocho dos trabalhadores e dos direitos sociais, não serve ao povo brasileiro.  Ventila-se a possibilidade de que o Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, seja o escolhido para continuar a política neoliberal radical em curso. Um resultado catastrófico para o Brasil e perfeito para o establishment: os donos da JBS salvam seu patrimônio (além de já terem lucrado milhões com a crise que causaram), e a construção de uma narrativa de limpeza ética no país abre caminho para a condenação dos “podres” (Lula e Dilma, dentre eles) e a renovação da aparência de legalidade.

As peças ainda estão em movimento no cenário nacional, mas localmente nós sabemos o que estamos enfrentando: o prefeito Gean Loureiro, do mesmo PMDB de Temer e Cunha, aplica em Florianópolis a mesma cartilha temerária de cortes de direitos dos trabalhadores e relacionamentos suspeitíssimos com a iniciativa privada. Um exemplo é a aprovação da lei das Parcerias Público-Privadas, no Pacotão de Maldades de janeiro, forçado goela abaixo dos cidadãos, abre sérios precedentes para relações espúrias entre o público e o privado – tanto que o homem forte do projeto, Doreni Caramori Jr, já caiu por atividades suspeitas e o Ministério Público Estadual instalou inquérito para investigar as PPPs.

A greve histórica dos servidores municipais no início do ano conseguiu evitar, ao menos por enquanto, o desmanche total de direitos conquistados no âmbito municipal em décadas de luta. Ataque articulado com a maioria dos vereadores, que compõem a base governista, e aprovado na Câmara Municipal, responsabilizou a “crise” pela retirada desumana de direitos. Foi necessário um esforço tremendo dos trabalhadores – e, infelizmente, prejuízos à população – durante 38 dias, 90% de adesão e apoio de grande parte da população para que o prefeito, mesmo sendo apoiado pelo judiciário, recuasse em seu autoritarismo. Este assanhamento neoliberal, anti-povo e golpista de ataques sobre os direitos sociais está sendo implantado em todos os níveis com a lógica de reformas e pacotes que promovem Estado mínimo e mercado máximo, dando vazão a toda forma possível de transferência para a iniciativa privada de todas as obrigações e recursos públicos da Uniãos, dos Estados e municípios. Gean Loureiro, portanto, é o transmissor dessas medidas sem qualquer compromisso ou base social, voltada ao interesse das maiorias da cidade. Gean Loureiro é a face local do golpe cometido em nível nacional.

A partir de hoje, a população precisa estar atenta ao comportamento dos parlamentares municipais e estaduais em relação ao golpe e as tentativas funestas de aprovação das reformas da Previdência, da Reforma Trabalhista e outros ataques. Como eles vão se posicionar nesse momento, a favor ou contra o povo? Michel Temer, vale lembrar, foi condenado por unanimidade pelo Tribunal Regional Eleitoral de SP por doações ilegais de campanha e é ficha suja, inelegível por oito anos. Já há motivos de sobra para que esse governo golpista seja deposto e uma Constituinte Soberana e exclusiva seja eleita para deliberar Diretas Já! Nenhum Direito a Menos, Fora Temer!