RODÍZIO: UMA EXPERIÊNCIA QUE MARCOU A HISTÓRIA LEGISLATIVA PETISTA

Notícias 17/07/2018

No dia 5 de julho encerrou-se uma experiência importante para o Partido dos Trabalhadores de Florianópolis. Por um mês, a cientista social e militante LGBT Carla Ayres assumiu o lugar do vereador Prof. Lino Peres na Câmara Municipal da capital catarinense em sistema de rodízio proposto por esse mandato e pela Executiva do PT municipal, com certo ineditismo. Até 2020, dois ou duas suplentes assumirão a cada ano, um mês cada um(a).

Jovem, lésbica e feminista, Carla trouxe um novo olhar para o legislativo além de seus 1081 votos: representou parcelas da população da cidade que normalmente não são ouvidas ou atendidas pelo poder público. Durante esse tempo, Carla foi apenas a segunda mulher em um plenário com 21 homens, na grande maioria brancos. A questão da representatividade continua chave sendo na política municipal e brasileira.

A experiência foi um sucesso. A excelência do mandato liderado por Carla nesse mês, com 28 propostas legislativas, reuniões ampliadas e espaço de conversa com os movimentos sociais, demonstra a grandeza do rodízio proposto. Amplia-se a representação social, concede-se visibilidade e viabilidade às pautas dos suplentes, oportuniza-se a experiência de viver um mandato popular na chamada “Casa do Povo”. Crescem as lideranças, os movimentos sociais e, principalmente, o Partido dos Trabalhadores de Florianópolis, que reitera sua vocação como procurador e porta-voz da população trabalhadora e principalmente das comunidades empobrecidas e segregadas.

Deslocar as periferias sociais e territoriais para o centro da política, e integrar os coletivos das mulheres, LGBT e jovens que lutam por seu lugar no trabalho, na arte e nas comunidades empobrecidas e negras na resistência diária por uma sociedade justa, culturalmente diversa e acima de tudo participativa, são posições do mandato Lino Peres e que pautaram também a atuação de Carla Ayres.

Em agosto, o Cadu, presidente municipal do PT, assumirá nosso mandato no mesmo princípio de ação, legislatura política e formato.

Na foto: Carla coloriu o plenário da Câmara no dia 25 de junho, ao fazer uma reunião ampliada com a população LGBT no Dia Internacional do Orgulho Gay