FORA TEMER! REÚNE MAIS DE MIL PESSOAS EM FLORIANÓPOLIS

Notícias 30/08/2016

Na tarde desta segunda-feira, 29, em todo o país ocorreram manifestações contra o golpe e em defesa da democracia, com as palavras de ordem “Fora Temer!”. Em Florianópolis participamos do Ato “Acorda Amor, Governo Provisório, Dano Permanente!”, com mais de mil pessoas que percorreram as principais ruas do Centro de Florianópolis das 18h até por volta de 22h, em protesto contra o governo ilegítimo de Temer.

Enquanto os protestos aconteciam em vários estados, a presidenta Dilma Rousseff estava no Senado, onde permaneceu por 14 horas, jornada iniciada ainda no meio de manhã, quando fez histórico discurso encerrado com a frase “Votem pela democracia”.

Se parte da geração jovem atual não tolera atos que golpeiam direitos e fazem o pais andar para trás, a impressão é ainda mais forte entre os que viveram no período do regime civil-militar sob repressão, baionetas, tortura, mortes e desaparecimentos. Nesta segunda, o país assistiu a defesa de uma presidenta eleita em relação à qual não se comprovou crime, como atestaram o próprio Ministério Público Federal e o Tribunal Internacional pela Democracia em decisão simbólica em julho passado.

Na manhã do dia 29 de agosto, ecoaram as firmes palavras de Dilma Rousseff quando afirmou: “Não luto pelo meu mandato por vaidade ou por apego ao poder, como é próprio dos que não tem caráter, princípios ou utopias a conquistar. Luto pela democracia, pela verdade e pela justiça. Luto pelo povo do meu País, pelo seu bem-estar”. E é a democracia que está em risco no país, com a instalação gradual do estado de exceção, colocando em risco direitos tão duramente conquistados por gerações e consolidados em políticas de estado nos últimos anos.

Uma segunda-feira tocante, por mostrar uma mulher tão guerreira na maturidade quanto foi na juventude. E agora chega a terça, 30 de agosto, a data em que cairá o pano sobre o palco do Senado. O fim da peça parece previsível, mas, até o desfecho deste golpe transformado em farsa, a palavra de ordem será em defesa da democracia e da restituição da governante eleita com 54 milhões de votos. E seja qual for o resultado, citando mais uma vez o discurso de Dilma Rousseff e lembrando que a juventude está nas ruas, quem acredita, luta.

Quem luta deve construir a greve geral marcada para o dia 22 de setembro, que será a única forma, junto às mobilizações que se espalham no país, de garantir os direitos trabalhistas e sociais, a democracia e o estado de direito.

#ForaTemer
#NenhumDireitoaMenos
#CidadeParaTodos

Pelo retorno imediato de um governo de 54 milhões de votos!
Fora as mãos do império sobre nossos recursos naturais e do Pré-Sal!
Pela soberania nacional!
Greve geral no dia 22 de setembro!